Aldeias Históricas de Portugal acolhem dezenas de ciclistas a partir deste sábado

DR

Arranca este sábado a terceira edição The Castles Quest. Até 22 de setembro, cerca de 40 bicicletas vão percorrer os caminhos da GR22 – Grande Rota das Aldeias Históricas, um percurso circular que passa pelas 12 Aldeias Históricas de Portugal numa extensão de 560 quilómetros.

Os participantes do desafio The Castles Quest vão descobrir as Aldeias Históricas de Portugal, em cima de uma bicicleta. Esta é a terceira edição de um evento sem igual no nosso país: não é uma prova, mas sim uma aventura, em que a diversão, o companheirismo e a fruição das paisagens estão em primeiro lugar. Segundo a organização, existem duas formas de enfrentar o desafio: uma aventura de oito dias, que começa no dia 14 de setembro e que tem como limite o final do dia 22 de setembro; e uma aventura mais curta, de quatro dias, entre 19 e 22 de setembro.
“Depois do sucesso das duas edições anteriores, são cada vez mais os aventureiros em contagem decrescente para a próxima aventura The Castles Quest: na terceira edição, que decorre de 14 a 22 de setembro, cerca de 40 bicicletas vão percorrer os caminhos da GR22 – Grande Rota das Aldeias Históricas, um percurso circular que passa pelas 12 Aldeias Históricas de Portugal. À semelhança dos cavaleiros medievais, irão conquistar castelos, fortalezas e aldeias, com a única diferença a ser a forma de locomoção: bicicletas BTT em vez de cavalos. Serão 560 quilómetros repletos de cariz histórico que vão ficar na memória de quem os pedalar”, refere a organização em comunicado.
O The Castles Quest é um evento que obedece a todos os requisitos internacionais de sustentabilidade, a nível da preservação da natureza e do património. Essa preocupação é, aliás, uma prioridade para a rede de Aldeias Históricas de Portugal, que tem procurado assegurar a sustentabilidade de todos os eventos que organiza.
O The Castles Quest é uma iniciativa das Aldeias Históricas de Portugal, apoiada pelo Centro 2020, Portugal 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*