Três câmaras do distrito da Guarda alvo de buscas por suspeita de corrupção

A Policia Judiciária (PJ) do Porto realizou esta quarta-feira buscas nas câmaras de Almeida, Guarda e Pinhel. Em causa está um esquema fraudulento da viciação de procedimentos de contratação pública, com vista a favorecer pessoas singulares e colectivas. No total, a operação decorreu em 18 câmaras municipais do Norte e Centro do país.

A Policia Judiciária (PJ) do Porto está a realizar, nesta quarta-feira, buscas em 18 câmaras municipais do Norte e Centro do país, entidades públicas e empresas.Em causa está um esquema fraudulento da viciação de procedimentos de contratação pública, com vista a favorecer pessoas singulares e coletivas, nomeadamente no que diz respeito ao transporte escolar. A empresa visada nas buscas será a Transdev, com sede em Matosinhos.
As buscas decorreram em 18 municípios: Águeda, Almeida, Armamar, Belmonte, Barcelos, Braga, Cinfães, Fundão, Guarda, Lamego, Moimenta da Beira, Oleiros, Oliveira de Azeméis, Oliveira do Bairro, Sertã, Soure, Pinhel e Tarouca.
Em comunicado, a PJ sublinha que “mediante atuação concertada de quadros dirigentes de empresa de transporte público, de grande implementação em território nacional com intervenção de ex-autarcas a título de consultores, beneficiando dos conhecimentos destes, terão sido influenciadas decisões a nível autárquico com favorecimento na celebração de contratos públicos de prestação de serviços de transporte, excluindo-se das regras de concorrência, atribuição de compensação financeira indevida e prejuízo para o erário público. Também no recrutamento de funcionários se terão verificado situações de favorecimento”.
De acordo com o comunicado da PJ, nesta operação policial realizaram-se “50 buscas, domiciliárias e não domiciliárias que envolveram 200 elementos”.

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*